Entre em contato com um de nossos especialistas!

Saiba quando e como realizar o projeto de combate a incêndio

Data de Publicação: 2022-06-10

Escrito por: Marianne Rodrigues dos Santos

O combate a incêndios é uma parte essencial da segurança em edifícios comerciais e residenciais. Afinal, um projeto de combate a incêndio bem elaborado pode salvar vidas e propriedades. 

sistema hidráulico preventivo de incêndio

Proteger um espaço contra incêndios é essencial para a segurança de todos os ocupantes e para preservar o patrimônio. 

Nesse contexto, o projeto de combate a incêndio se destaca como uma estratégia fundamental para prevenir, controlar e minimizar os danos causados pelo fogo. 

Este processo envolve uma série de medidas, desde a análise minuciosa do local até a implementação de sistemas e equipamentos específicos para combater e conter incêndios. 

Neste conteúdo, exploraremos os momentos adequados para a realização desse projeto, os elementos essenciais que devem ser considerados e os passos necessários para sua execução eficaz. 

Afinal, mais do que realizar o projeto, entender quando e como realizá-lo é determinante para promover a segurança e a tranquilidade em ambientes comerciais, residenciais e industriais.

O que é o projeto de combate a incêndio?

O projeto de combate a incêndio e pânico é um conjunto de medidas, estudos e planejamentos técnicos voltados para a prevenção, controle e mitigação dos riscos e impactos de um incêndio. 

Ele é elaborado por profissionais especializados em segurança contra incêndios e considera normas e regulamentos específicos. Para a devida realização, o projeto analisa minuciosamente o espaço a ser protegido, e, a partir disso:

  • Identifica os riscos de incêndio;
  • Determina a localização estratégica dos equipamentos de segurança;
  • Define rotas de fuga;
  • Estabelece sistemas de detecção, alarme e extinção de incêndios.

Ao detalhar os dispositivos e a localização estratégica dos componentes, garante a segurança das pessoas e preserva o patrimônio em situações de emergência.

Importância do projeto de combate a incêndio

O projeto de combate a incêndio é essencial para salvaguardar vidas, proteger propriedades e reduzir danos em situações de emergência. 

Sua importância reside na prevenção e controle de incêndios, pois, ao identificar e analisar os riscos específicos de um local, esse projeto propõe medidas preventivas, como a instalação de equipamentos adequados, sistemas de detecção de fogo e alarmes eficazes. 

Além disso, define rotas de fuga e sinalizações adequadas para a evacuação segura em caso de incêndio, minimizando riscos e proporcionando maior controle da situação.

Como consequência, colabora para a preservação da vida humana e do patrimônio.

Quando é necessário projeto de bombeiro?

O projeto de bombeiro, ou projeto de combate a incêndio e pânico, é necessário em diversas situações e locais para a segurança contra incêndios. Geralmente, é obrigatório em:

  • Edificações comerciais;
  • Indústrias;
  • Condomínios residenciais;
  • Espaços com grande circulação de pessoas.

Também é indicado para espaços residenciais, sendo obrigatório em metragens específicas, e conforme determinado pelas legislações e normas específicas de cada região. 

Além disso, reformas ou construções que impactem na estrutura ou na destinação de uso de um local também podem demandar a elaboração ou atualização do projeto. 

Em síntese, a necessidade de realizar o projeto de bombeiro está intimamente ligada às normativas legais e ao tipo de edificação ou atividade exercida no espaço, visando a segurança de todos em casos de emergência.

O que é preciso para fazer um projeto de combate a incêndio?

Um projeto de combate a incêndio é uma abordagem sistemática para prevenir e mitigar riscos de incêndio. Para sua elaboração, diversos elementos são considerados:

Primeiramente, é crucial conhecer as normativas e leis locais que regem as especificações de um projeto de combate a incêndio. 

Elas determinam requisitos mínimos para diversos aspectos da instalação, como:

  • Sistemas de alarme;
  • Saídas de emergência;
  • Extintores;
  • Sinalização e outros dispositivos.

Avaliar os riscos específicos de cada espaço, considerando a natureza das atividades desenvolvidas, a estrutura do edifício, a presença de materiais inflamáveis e a quantidade de pessoas presentes também é crucial para um projeto de combate a incêndio efetivo.

Importante ressaltar, ainda, que todo o projeto deve ser documentado de forma clara e detalhada, incluindo plantas, desenhos técnicos, especificações dos equipamentos e procedimentos operacionais.

Por isso, profissionais especializados devem ser os responsáveis por desenvolver e instalar o projeto de combate a incêndio.

Isso significa que engenheiros, arquitetos e especialistas em segurança contra incêndios são essenciais para o desenvolvimento de um projeto preciso e em conformidade com as regulamentações.

Por fim, o projeto deve ser submetido às autoridades competentes para aprovação e, uma vez aprovado, é necessário manter a regularização periódica dos sistemas e equipamentos de combate a incêndio.

Quais são as etapas de um projeto de prevenção a incêndio?

O desenvolvimento de um projeto de combate a incêndio segue várias etapas cruciais para sua eficácia e conformidade com as normas de segurança. Aqui estão as principais:

Classificação da tipologia da edificação

Visa determinar a ocupação e a função do espaço. Para isso, inclui identificar se é uma área residencial, comercial ou industrial, considerando as atividades desenvolvidas no local. 

Essa classificação é crucial para definir as estratégias e os equipamentos necessários para prevenção e combate a incêndios, seguindo as regulamentações específicas para cada tipo de ocupação.

Análise de risco

É realizada uma avaliação minuciosa das condições do local, considerando a estrutura do edifício, a natureza das atividades desenvolvidas, os materiais presentes e os riscos potenciais de incêndio.

Elaboração do projeto

Com base na análise de risco, são propostas soluções específicas para prevenir e combater incêndios. 

Isso inclui a escolha e posicionamento estratégico de equipamentos como extintores, sprinklers, alarmes, saídas de emergência, iluminação de segurança, entre outros.

Desenvolvimento técnico

Engenheiros e especialistas elaboram detalhadamente o projeto, incluindo plantas baixas, desenhos técnicos, especificações dos equipamentos e até mesmo cálculos de demanda de água para sprinklers.

Regularização legal

O projeto é submetido às autoridades competentes para análise e aprovação.

Lembre-se que é fundamental que ele atenda a todas as normativas e legislações locais, estaduais e nacionais. Por isso, o suporte técnico é essencial, assegurando a legalidade e potencial de proteção do projeto.

Implantação e manutenção

Após a aprovação, o projeto é implementado. É crucial realizar testes periódicos nos equipamentos, treinamento de pessoal e manutenções regulares para seu funcionamento contínuo e adequado.

Documentação e registro

Todo o processo, desde a concepção até a implementação, deve ser documentado minuciosamente para manter registros precisos do sistema e de sua conformidade com as normas.

Essas etapas garantem que o projeto seja completo, eficiente e esteja em conformidade com os requisitos legais, assegurando a proteção das vidas e propriedades no local.

Legislações necessárias para elaboração de um projeto de incêndio

A elaboração de um projeto de combate a incêndio segue normas e legislações específicas, como as determinadas pelo Corpo de Bombeiros e por órgãos regulatórios nacionais, como a ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas).

Essas normas estabelecem diretrizes e requisitos técnicos para a segurança contra incêndios em edificações, considerando aspectos como saídas de emergência, sistemas de alarme, extintores e sinalização. 

Seguir essas legislações é crucial para assegurar a integridade das pessoas e a proteção do patrimônio, garantindo um ambiente seguro e preparado para situações de emergência. 

O cumprimento dessas normas também evita possíveis penalidades legais e contribui para a obtenção de licenças e autorizações para funcionamento do espaço.

Componentes de um projeto de combate a incêndio

O processo e determinação dos componentes engloba a escolha e a localização estratégica de equipamentos de combate a incêndio, como sprinklers, alarmes, extintores, saídas de emergência e iluminação de emergência.

Contudo, é possível estabelecer categorias específicas para cada equipamento, considerando sua função no sistema de combate ao fogo.

Sistemas de detecção de incêndio

A detecção precoce é fundamental para a segurança. Sistemas de detecção de incêndio, como detectores de fumaça e alarmes, são cruciais para alertar as pessoas sobre um incêndio iminente.

Sistemas de extinção de incêndio

Os sistemas de extinção de incêndio, como sprinklers e extintores, são projetados para controlar e apagar incêndios. 

Eles desempenham um papel fundamental na contenção de incêndios antes que se espalhem.

Saídas de emergência

Garantir que todos os ocupantes de um edifício possam sair rapidamente em caso de incêndio é essencial. 

As saídas de emergência bem sinalizadas e desobstruídas são parte integrante de um projeto de combate a incêndio.

Quem pode fazer projeto de prevenção e combate a incêndio?

O projeto de prevenção e combate a incêndio requer conhecimento técnico especializado para sua elaboração. 

Profissionais habilitados, como engenheiros civis, arquitetos ou engenheiros de segurança do trabalho, são capacitados para desenvolver esse tipo de projeto. 

Além disso, é necessário que esses profissionais possuam conhecimento específico das normas técnicas vigentes, legislações pertinentes e experiência na área de segurança contra incêndios para assegurar a conformidade do projeto com as regulamentações aplicáveis e garantir a eficácia das medidas preventivas e de combate ao fogo.

É importante ressaltar que a contratação de um profissional habilitado é essencial para a segurança e a adequação do projeto às normas de segurança contra incêndios.

A Total Fire Protection é uma empresa especializada em engenharia e serviços de segurança na construção. 

Com anos de experiência e uma equipe altamente qualificada, estamos prontos para projetar e implementar sistemas de combate a incêndio eficazes em seus empreendimentos.

Nosso compromisso com a segurança é inabalável. Trabalhamos de perto com nossos clientes para desenvolver projetos personalizados que atendam às suas necessidades específicas e estejam em conformidade com todas as regulamentações aplicáveis.

Mais ainda, oferecemos uma ampla gama de serviços, incluindo a instalação de sistemas de detecção e extinção de incêndio, inspeções regulares, manutenção preventiva e treinamento em segurança contra incêndios.

Veja como contratar a Total Fire Protection

A segurança é uma prioridade e, ao escolher a Total Fire Protection, você fará um investimento valioso na segurança de sua propriedade e de todas as pessoas que a utilizam. 

Por isso, não pesquise ou hesite mais. Entre em contato conosco hoje e tenha acesso ao melhor projeto de combate a incêndio.

Preencha o formulário para entrarmos em contato e discutirmos suas necessidades específicas de combate a incêndio. Conheça nossas soluções e obtenha um orçamento personalizado.

Não arrisque a segurança de sua propriedade e de seus ocupantes. Entre em contato conosco agora e faça da segurança sua prioridade número um.


Sobre o autor

Marianne Rodrigues dos Santos é proprietária na TFP e escreve conteúdos para auxiliar os visitantes do blog em suas dúvidas e questionamentos sobre engenharia com foco em prevenção de incêndios.


  • Porto Alegre
  • Caxias do Sul
  • Pelotas
  • Canoas
  • Santa Maria
  • Gravataí
  • Viamão
  • Novo Hamburgo
  • São Leopoldo
  • Rio Grande
  • Alvorada
  • Passo Fundo
  • Sapucaia do Sul
  • Uruguaiana
  • Santa Cruz do Sul
  • Cachoeirinha
  • Bagé
  • Bento Gonçalves
  • Erechim
  • Guaíba
  • Cachoeira do Sul
  • Santana do Livramento
  • Esteio
  • Ijuí
  • Alegrete